Seu Filho Faz Escândalo Quando Você Vai Trabalhar? Porque Isso Pode Ser Mais Grave Que Você Imagina (E não é “uma fase”).

Sabia que nem sempre é normal a criança fazer escândalo ou chorar muito quando você sai de casa? E que isso pode ser Transtorno de Ansiedade de Separação? E que esse transtorno é responsável pela metade dos casos de ansiedade da infância?

Sim, isso pode ser um problema. Afeta o bem-estar da criança e o seu também.

Como você passa o dia no trabalho sabendo que deixou seu filho aos prantos em casa ou na escola?

É claro que a infância é marcada pela presença de muitos “medos”. Medos de monstros, escuro, medo de ficar sozinha, ir para a escola, entre muitos outros.

Isso é normal. Medo, preocupação, tensão fazem parte do nosso cotidiano. Ao crescer sentiremos medo e angústia muitas vezes. Concorda?

No entanto, eu te pergunto:

  • Seu filho sente muito medo, chora muito ou fica muito ansioso quando vocês se separam, com ir à escola? Ou quando você vai trabalhar?
  • E esse pavor e agitação tem causado problemas na qualidade de vida da criança e da família?

Se isso tem ocorrido, é possível que a criança tenha o Transtorno de Ansiedade da Separação. Isso sim é preocupante.

E não é “mais um problema da modernidade”. É um problema que deve ser tratado com seriedade.

Veja os prejuízos que a Ansiedade de Separação pode causar:

  • Dificuldades de relacionamento social 1.
  • Situação de isolamento e ansiedade na escola.
  • Aumento de número de faltas na escola.
  • Dificuldades de manter amigos, devido ao medo que isso a distancie dos pais.
  • Pouca independência para coisas rotineiras como dormir e brincar.
  • Aumento da dependência dos familiares.

Veja bem: esse problema não é o fim do mundo. Mas não pode ser ignorado, certo?

Não dá para ficar no senso comum de que “isso é manha”, “isso é fase”, “isso passa”. Só quem tem filho é que sabe como isso não é bem assim.

Assim, continue lendo esse artigo, para sabem mais sobre:

  • O que é o Transtorno da Ansiedade da Separação.
  • Quais são os sinais e sintomas da Ansiedade da Separação.
  • Porque que esse problema pode ocorrer.
  • O que fazer para que seu filho não sofra mais disso.

Achou que interessa para você ou para alguma amiga? Assim, compartilhe esse conhecimento:

(Clique no link para compartilhar! É Rapidinho)

O que é o Transtorno de Ansiedade de Separação?

transtorno ansiedade separação

É importante entender, que não estamos falando de separação relacionado ao divórcio dos pais.

Mas a situação na qual a criança ficará longe dos pais ou cuidador, como ir na escola. Ou quando você sai para trabalhar. E ela sofre muito com isso.

Isso é um tipo de transtorno de ansiedade, chamado de Transtorno de Ansiedade da Separação.

O Transtorno de Ansiedade de Separação é caracterizado como uma dificuldade muito grande da criança ficar longe de casa ou das pessoas que ama (geralmente pais, parentes ou cuidadores).

É o Transtorno de Ansiedade mais comum na infância e pré-adolescência. Atinge mais as crianças entre 7 a 11 anos.

Importante: crianças com esse problema tendem a desenvolver outros distúrbios de ansiedade na idade adulta.

Vale lembrar que transtornos de ansiedade atingem 1 em cada 10 crianças ou adolescentes antes dos 16 anos 2.

Assim, para ter uma melhor compreensão, veja o tópico a seguir sobre os sintomas desse transtorno.

Quais são os Sintomas de Transtorno da Ansiedade de Separação?

choro crianca ansiedade de separacao

Crianças com Transtorno de Ansiedade da Separação tendem a apresentar de pelo menos três dos seguintes sintomas:

  1. Medo excessivo ou resistência em ficar seus pais ou pessoas próximas. Ela luta para você não sair: chora, segura nas suas pernas, não deixa você abrir a porta.
  2. A criança apresenta angústia excessiva quando está longe de casa, sem seus pais.
  3. Demonstra extrema preocupação que algo ruim vai acontecer a seus pais.
  4. Uma preocupação persistente e excessiva que um evento terrível vai levar a uma separação de seus pais como, por exemplo, que seus pais vão “sumir” ou serem sequestrados.
  5. Resistência ou recusa de ir à escola ou em outro lugar por causa do medo da separação.
  6. Dificuldade de aceitar dormir fora de casa sem seus pais.
  7. Pesadelos recorrentes sobre separação.
  8. Sintomas físicos como: dores de cabeça, dores de estômago, náuseas ou vômitos, quando a separação ocorre ou é antecipada, por exemplo, antes de ir para a escola.

Lembre-se: para ser Transtorno de Ansiedade de Separação, os sintomas têm que ter a duração de pelo menos 4 semanas, causar sofrimento significativo ou mesmo prejudicar a capacidade da criança de viver normalmente.

Está Gostando do Artigo? Então Cadastre abaixo para receber em primeira mão outros artigos e atualizações sobre esse assunto:

Conteúdo Exclusivo!

Coloque seu e-mail abaixo e receba Gratuitamente as atualizações do blog! 

Sua inscrição foi recebida com sucesso! Continue lendo o artigo!

Mas, o que causa a Ansiedade de Separação?

ansiedade familia

Como em outros problemas de saúde, não se sabe totalmente a causa esse problema.

Em geral, algum evento traumático pode causar a Ansiedade de Separação: a internação em um hospital, a morte de uma pessoa querida, a separação ou morte de um animal de estimação, a mudança de residência ou a mudança de escola.

Além disso, segundo o Tratado de Saúde Mental da Infância e Adolescência da IACAPAP (International Association for Child and Adolescent Psychiatry and Allied Professions), muitos fatores relacionados à família podem causar a Ansiedade de Separação, tais como:

  • Crianças que tem pais superprotetores podem predispor a criança a ter esse problema também.
  • Pais ansiosos tem 5 vezes mais chances de terem filhos com problemas de Ansiedade.
  • Insegurança dos pais no momento da separação.
  • Brigas frequentes e severas entre os pais.
  • Separação (Divórcio).
  • Pais com alguma doença.
  • Pais egoístas ou com comportamento antissocial.
  • Transtorno mental nos pais como ataques de pânico ou depressão.

Estudo comprovou que mães ansiosas influenciam no desenvolvimento de  Ansiedade de Separação, reduzindo a autonomia e capacidade de socialização da criança.

A ansiedade da separação também pode ser um dos sintomas de depressão na infância 3

Assim, é URGENTE, que você, como pai ou mãe, passe a entender melhor o que é ansiedade no adulto e comece a tratá-la já.

Veja esses dois artigos que dão uma visão ampla sobre o problema da Ansiedade em Adultos:

Como resolver o problema?

ansiedade de separação

A maioria dos casos não necessita de tratamento medicamentoso. Isso acontece apenas em casos mais graves.

Evidentemente, a meta principal do tratamento é desenvolver o senso de segurança e sensibilizar a criança que a separação dos pais é algo natural.

Algumas vertentes de tratamento podem ser utilizadas:

  • Psicoterapia: tem como estratégia criar situações de diálogo com a criança e com a família, a partir das quais ela passe a aceitar eventos de separação, sem produzir estados de ansiedade e estresse.

Dentre essas estratégias, o terapeuta pode recomendar que a família leia livros específicos com a crianças, que tem como meta desenvolver estratégias de enfrentamento na criança.

  • Terapia Cognitiva-Comportamental: é uma abordagem clássica nos tratamentos de ansiedade, que tem como objetivo reorientar os pensamentos que causam situações de estresse e ansiedade da separação.
    • O foco é que a criança aprenda a criar suas estratégias de enfrentamento do medo. (Também é um método amplamente utilizado em outros transtornos de ansiedade, como escrevi nesse artigo sobre transtornos de ansiedade e como controlar a ansiedade).
  • Manejo comportamental: consiste em orientar os pais ou cuidadores a como lidar com sintomas ou sinais que são característicos da Ansiedade de Separação, tais como:
    • Realizar uma escuta ativa dos sentimentos da criança. Ser empático e oferecer ajuda.
    • Manter a calma nos momentos de estresse e ansiedade da criança.
    • Incentivar situações de separação e encorajar a criança
    • Elogiar os esforços da criança (não somente os resultados) para lidar com os sintomas (estimular repetidamente durante seu caminho para ter sucesso). Ou seja, precisa ficar claro que é um processo de melhora e vitórias.
    • Promover estratégias de relaxamento como respiração focada, contar até 10, ou imaginar um cenário relaxante.

Sobre técnicas de relaxamento, você pode baixar esse Guia Gratuito, com técnicas simples que podem ser ensinadas às crianças. Baixe Aqui (É Grátis) ←

  • Medicamentos: sim, como dito, alguns medicamentos antidepressivos e contra ansiedade podem ser necessários em casos graves.

Enfim, o Transtorno de Ansiedade de Separação é um problema comum.

Assim como outros distúrbios de Ansiedade, não pode ser tratado como “frescura”, “manha” ou “é fase, isso passa”.

Fique atenta, buque informação.


Você viu como isso é importante ? Ter essas informações é fundamental para nossas crianças. Assim, compartilhe esse conhecimento:

(Clique no link para compartilhar! É Rapidinho)

Conteúdo Exclusivo!

Coloque seu e-mail abaixo e receba Gratuitamente as atualizações do blog! 

Sua inscrição foi recebida com sucesso! Continue lendo o artigo!