Como Você Pode Se Livrar do Estresse de Uma Vez Por Todas (#Comprovado!)

Você tem percebido que dores de cabeça, esquecimentos e irritação tem atrapalhado sua produtividade e bem-estar? Você acha que são sintomas do estresse?

Sim, bem provável. No entanto, ao buscar informações sobre como tratar o estresse, você se deparou com uma avalanche de dicas e “gurus”?

Alguns ainda dizem que: “que o estresse é coisa da vida moderna, que é assim mesmo”.

Discordo. Honestamente, eu acho que é uma mentira.

Podemos sim, viver sem estresse.

Assim, eu decidi sintetizar aqui nesse artigo, quais são as orientações mais atuais sobre gerenciamento do estresse. Todas comprovadas cientificamente.

Ou seja, eu não vou apresentar “zilhões” de dicas aleatórias. Por que, simplesmente, não funciona assim.

Para o controle eficaz do estresse, é necessário adotar uma rotina de ações anti-estresse. Ações aleatórias não funcionam.

Aliás, são orientações baseadas num único e eficaz princípio: autocuidado – você deve cuidar de você – para ontem.

Continue lendo esse artigo, e você vai aprender:

  1. O que é o Estresse e seus Sintomas
  2. Situações Pouco Conhecidas Causadas pelo Estresse
  3. Como Você Mesmo Pode Combater o Estresse (Cientificamente Comprovado)

1. O que é o estresse e seus sintomas

estresse-queda-cabelos

O estresse é uma resposta do corpo humano à algum estímulo ou agente estressor. É uma tentativa de adaptação do corpo a alguma demanda do ambiente (ou interna). 

Uma reunião de trabalho, por exemplo, pode ser um estímulo. Você vai apresentar seus resultados ao chefe. Seu corpo eleva seus batimentos cardíacos, a atividade do sistema nervoso, para dar conta dum momento de alta concentração e atenção.

Essa é uma situação de estresse. Até então, positiva e necessária.

No entanto, o problema acontece no momento em que o corpo é submetido à estímulos constantes e intensos, sem recuperação.

Então, o estresse passa a ser preocupante. Essa situação extrema é chamada, tecnicamente, de distress (para facilitar vou manter aqui o termo estresse como sinônimo de distress).

O estresse pode ser reconhecido por alguns desses sintomas:

  • Físicos: dores de cabeças, dor de estômago, indigestão, desinteresse em sexo, queda de cabelo.
  • Comportamentais: comer demais ou “de menos”, queda de produtividade, reclamar demais de tudo.
  • Emocionais: choro constante, nervosismo, ansiedade.
  • Cognitivos: esquecimentos, queda de produtividade no trabalho, falta de criatividade e senso de humor.

Se você reconhece que alguns desses sintomas são frequentes, pode estar numa situação de estresse. Assim, está mais do que na hora de saber como tratar o estresse.

Os meus foram basicamente esquecimentos, insônia e queda de produtividade. Aqui nesse vídeo eu conto mais como o estresse devastou minha vida.

Curioso em saber seu nível de estresse? Acesse essa Avaliação Gratuita, que eu preparei para você!

2. Situações Pouco Conhecidas Causadas Pelo estresse

O estresse pode levar  ao aparecimento  de doenças graves como câncer, doenças cardiovasculares, pressão alta e outras. 

No entanto, esse mal é responsável por problemas que muitas vezes nem imaginamos.

Ele afeta pouco a pouco nosso bem-estar e muitas vezes nem sabemos que isso está ocorrendo.

Veja alguns dos efeitos “imperceptíveis” do estresse.

a) O Comportamento do Seu filho pode ser culpa do SEU Estresse

estresse-comportamento-filhos

Estudo demonstrou que há relação entre os problemas de comportamento das crianças e estresse dos pais.

Num grupo de 237 crianças de 3 a 9 anos, pode-se observar que o problema comportamental das crianças é influenciado pelo estresse dos pais. 

b) O estresse no trânsito pode causar depressão

A constante exposição ao trânsito pode levar a situações extremas. Pesquisa com 1503 pessoas demonstrou que quem relata maiores níveis de estresse no trânsito, apresenta estado de saúde reduzido e mais casos de depressão.

Além disso, a própria exposição ao ruído das vias urbanas pode aumentar a concentração de hormônios típicos do estresse. E isso pode aumentar o risco de doenças como o diabetes.

É por isso que venho defendendo o homeoffice há muito tempo. Tendo em vista que o estresse e depressão são os maiores custos de assistência médica das empresas…

c) O Estresse pode ser A CAUSA do seu Problema Financeiro 

estresse-problemas-financeirosEstudo Americano demonstrou que 69% dos americanos classificam os problemas financeiros, como sua maior causa de estresse. Essa causa está na frente de outras situações como problemas no trabalho, obrigações familiares e doenças pessoais.

No entanto, vale pensar o inverso.

Será que o estresse não é a causa dos problemas financeiros?

Pensa comigo:

Vamos avaliar apenas um sintoma: os esquecimentos.

  1. Você esqueceu da manutenção periódica do carro. Os defeitos se acumularam, você teve que resolver de última hora e pagou mais caro.
  2. Depois disso, teve que entrar no cheque especial e os juros corroeram suas reservas financeiras.
  3. Por fim, perdeu o sono, seu desempenho no trabalho caiu, e as tarefas se acumularam.

Esses 3 eventos são situações estressoras comuns e poderosas.

Nesse pequeno exemplo, podemos começar a ver que o estresse pode ser a causa dos seus problemas financeiros, não o contrário.

 d)  O Estresse afeta (e muito) o desempenho sexual (Homens e Mulheres)

Young couple sitting at edge of bed, man worried, high angle view

Estudo avaliou que 43% da mulheres31% dos homens participantes relatam problemas de desempenho sexual. Dentre as principais causas destacam-se a presença de situações como estresse e ansiedade.

Além disso, no caso específico da impotência masculina, 48% dos homens com esse problema relatam altos níveis de estresse.

O impacto do estresse no desempenho sexual, também pode ser explicado pela influência no sistema nervoso que pode prejudicar a atividade sexual em homens e mulheres.

Está gostando do artigo? Então, cadastre seu e-mail, para receber as atualizações deste e de outros posts em primeira mão!

Conteúdo Exclusivo!

Coloque seu e-mail abaixo e receba Gratuitamente as atualizações do blog! 

Sua inscrição foi recebida com sucesso! Continue lendo o artigo!

3. Como Você Mesmo Pode Combater o Estresse (Cientificamente Comprovado)

estresse-respiracao-focada

O Dr. Henry Benson, uma das maiores autoridades no assunto, organiza o gerenciamento do estresse baseado no que eu chamo de autocuidado.

São condutas e estratégias realizadas por você mesmo. É uma estratégia indispensável (mesmo na presença de algum tratamento médico).

Assim, eu organizei para esse artigo a condução do autocuidado em 6 pontos principais:

1. Técnicas específicas de relaxamento

Servem para colocar nosso corpo no estado oposto ao estresse, chamado a resposta do relaxamento.

Meditação, atividades de relaxamento muscular, imaginação guiada e respiração focada são as principais.

Estes exercícios são alguns dos poderosos agentes minimizadores das situações estressoras. Mas, para levar à resposta do relaxamento, é fundamental que sejam realizados de maneira correta e focada no combate ao estresse.

Eu apresento nesse vídeo uma forma simples e eficaz de respiração focada (que é específica), para ser praticada em apenas 4 minutos por dia. →Veja AQUI.

2. Reestruturação Cognitiva – “Você é, o que você Pensa que é”.

estresse pensamentos negativos

A formulação de percepções e pensamentos negativos que se repetem, podem ser fatores importantes para aumentar o nível de estresse e ansiedade. Isso acaba de certa forma moldando nosso humor e nossas emoções.

A reestruturação cognitiva, por sua vez, é um método sistemático para lidar com percepção e pensamentos negativos e, muitas vezes, causadores do estresse.

Por exemplo: Conclusões precipitadas: Você já atribui rapidamente um evento, conclusões e avaliações negativas, sem nem ter avaliado corretamente o que ocorreu.

→Se alguém não te cumprimenta, por um motivo que você nem sabe o que é, você já pensa: “ele está bravo comigo“. E fica remoendo isso por horas, as vezes, dias.

É uma conclusão precipitada e que pode causar altos níveis de estresse. Necessita de uma estratégia sistematizada de mudança de pensamento. Também falo sobre isso nesse vídeo.

3. Socialização

Muitas vezes vivemos rodeados de pessoas, mas na rotina atribulada, não quer dizer que temos vida social.

Assim, é comprovado cientificamente que fortalecer seus vínculos sociais é crucial para o combate ao estresse.

Manter-se em constante situações de relacionamento social, como participar de uma associação, curso ou atividade de esporte, ajuda a manter o estresse sob controle.

Mas seja protagonista!

Busque intencionalmente atividades e possibilidades de interação social. Não fique esperando alguém te ligar. Ligue e proponha alguma coisa.

4.Cuide Do Seu Dia a Dia

estresse correria dia a dia

Nunca queremos vivenciar as situações mais estressantes da vida, como o divórcio ou o falecimento da esposa. Mas são eventos únicos, não ocorrem todo o dia (ainda bem, é claro).

Mesmo assim nosso cotidiano pode ser nossa maior fonte de estresse.

As vezes, achamos que é normal: a vida corrida, os atrasos, a falta de comunicação na família, o trânsito entre outras situações do dia a dia.

Não. Essa vida corrida, não é normal. 

O que é verdade, é que SIM, a vida pode ser mais calma.

Por isso, se quiser controlar o seu estresse, cuide do seu cotidiano. Aliás, seu eu tivesse que escolher por onde começar, eu começaria revendo meu o dia a dia.

Eu falo sobre isso também nesse vídeo. ←

5.Como Tratar do Estresse com Exercício (de novo?)

Sim, fazer exercício é importante para muitas coisas, inclusive para o estresse. Muitas pessoas, entretanto, não sabem o porquê.

Sem saber o porquê, desistem. Assim, se você quer saber como tratar o estresse, fique atento aos benefícios do exercício físico.

  • o exercício regular pode combater distúrbios do sono e pode fortalecer o suporte social e pessoal.
  • a programação do exercício “força” um tempo de descanso da rotina do trabalho, impactando no controle de situações estressoras
  • o exercício proporciona ajustes biológicos, relacionados a redução da ativação do sistema nervoso simpático em reação a agentes estressores.
  • Além disso, pessoas com níveis mais elevados de exercício, tendem a avaliar melhor seu ambiente de trabalho, controle da carga de trabalho e aumento de produtividade.
6. Aprenda o poder do Hábito

Para o controle eficaz e fundamentado do estresse, precisamos, sistematicamente, nos munir de um processo.

Ações aleatórias e sem continuidade, não tem efeito. “De vez em quando” não funciona.

Assim, como última orientação crucial, é que você aprenda a colocar as ações anti-estresse que eu sintetizei nesse artigo, na rotina, como um hábito.

E isso é possível sim. Substituir e modificar hábitos.

Esse é o que eu considero um dos grandes segredos de uma vida saudável. No vídeo de dicas sobre o estresse eu comento mais sobre o triângulo do hábito. Acesse AQUI.


Gostou do Artigo?

Espero que essas orientações tenham te ajudado.

Se esse artigo te ajudou peço, por favor, que o compartilhe com seus amigos.

Assim, aumentamos nossa troca de experiências sobre produtividade pessoal, estresse e qualidade de vida.

Você pode também, cadastrar seu e-mail abaixo (É Grátis), e juntar-se ao grupo de pessoas que sabem que é possível trabalhar menos, produzir mais e ter mais Qualidade de Vida.

Coloque seu e-mail abaixo e confirme!

Conteúdo Exclusivo!

Coloque seu e-mail abaixo e receba Gratuitamente as atualizações do blog! 

Sua inscrição foi recebida com sucesso! Continue lendo o artigo!